sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

D o s d i a s


Um dia é da luz;
Noutro dia já é da noite preta.

Um dia sou mendiga;
Noutro dia sou poeta.

Um dia "serei tua";
Noutro dia, fujo p'ra p a r t e i n c e r t a.

Um dia és o meu Destino;
Noutro dia estou D e s e r t a.

Um dia troco a minha poesia
Por num dia estar certa.

Não sei se encontrei o amor;
Mas reencontrei a minha caneta.

Sem comentários: