domingo, 15 de abril de 2012

sem às de copas

Às vezes tentamos ir atrás do que tínhamos, mas descobrimos que tal coisa nunca existiu. Temos tanto medo de perder o que nem sequer é nosso. Foi sempre a nossa imaginação a jogar às cartas com a nossa percepção. E a mente a jogar com o coração.

Sem comentários: