segunda-feira, 25 de abril de 2011

Liberdade é viver o sonho

Gosto pouco de imposições,
Do "tens de fazer" ou "tens de dizer" 
De sermões tolos, sem razões.
Gosto pouco de lições, 
Quando não explicam 
Mas apenas queimam vontades;
Gosto de dar valor às liberdades,
de cada um e de todos nós.

Liberdade é viver o sonho
Não matando o outro, nem me impondo.
Aquilo que tantos construíram, 
Não pode morrer sem retorno;
Nem cair no desespero do povo com sono.


Queremos viver e dar mais de nós,
Ser a chama ardente, que acende a acção;
Queremos caminhar mais confiantes,
Com o cravo na lapela ou na mão;
Sobretudo crentes e convictos, 
Que somos de Portugal o coração.


Sem comentários: