quinta-feira, 14 de abril de 2011

Às vezes

Às vezes sentes a noite de dia
E o dia na noite;
Não controlas a estadia
Da tua mente solta.

Às vezes pensas para contigo;
Às vezes sabes que estás só.
Às vezes vês a luz amiga;
Às vezes os laços atam nós;
(E, outras vezes, somos só nós.)

[imagem: álbum de Marcelo Camelo]

Sem comentários: