segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Blue Monday


Começo o dia a pensar
"Porquê acordar?"
Que dia em que duvidando,
Estou eu, do céu e do mar.

Não sei que forças plenas
 Para o fundo me estão a puxar
A minh'alma está incompleta,
Algo se evaporou no ar...

Sinto frio, não só por fora,
Na pele, nos ossos, menos calor,
Mas é por dentro que mais queima
O gelo do coração sem amor!

Não me sigas esta noite,
Não me faças ver-te,  imaginação,
Porque nada disto é verdade
Tu não me deste a tua mão...

E acordo sozinha no quarto,
Sem nada do que sonhei...
Acordo com lágrimas nos olhos
E terra na minhas mãos.

6 comentários:

Samuel Pimenta disse...

Obrigado, Susana! E tu, continua a escrever com a alma de poetisa que vive em ti.
Beijinhos.

Pedro Verdelho disse...

É engraçado porque segundo um certo cientista, hoje é o dia mais deprimente do ano. Está aqui o link: http://www.destakes.com/redir/b80bc12d8a263f5adc65392292a1adf0

Pedro Verdelho disse...

Ok, só agora é que vi que já sabias xD

SusanaPacheco. disse...

Obrigada Samuel!

Pois sabia Pedro :P
mas de qq modo já acordei assim, mesmo antes de saber.

Raquel Silva disse...

Susy, não fiques assim, pode ser que um dia tudo isso se torne realidade! Obrigada pelo teu comentário e por continuares a oferecer-nos estes poemas maravilhosos, verdadeiramente sentidos :) Anima-te!
Beijinho,
Raquel

SusanaPacheco. disse...

Obrigada Raquel, vou tentar!
Tenho a certeza que o dia de amanhã será melhor e só isso já me anima :)
beijinhos