sábado, 24 de maio de 2014

Não há poema mais curto

Por vezes amamos a beleza das flores,
ou a pureza do mar
Às vezes cheiramos os odores,
do pólen pelo ar
e pensamos que é amor
e pensamos que é amar...

E tudo isto nos parece 
Um poema longo e derradeiro.

Mas não há poema mais curto
que o amor verdadeiro.

Só precisa de um único verso:
- Tu e Eu -
por inteiro.

2 comentários:

Goncalo Manuel Pires Pombo de Sá Machado disse...

Susana és tu que escreves estes poemas? São tão lindos os teus versos!

SusanaPacheco. disse...

Obrigada Gonçalo! Sim, os poemas são todos da minha autoria.
Sempre que procuro inspiração noutros autores coloco a indicação de onde vem o poema, texto ou excerto de livro.

Podes seguir o meu blogue também pelo facebook:https://www.facebook.com/MundoPoeticoMundoFrenetico