segunda-feira, 28 de julho de 2014

Esperança


Ainda espero o que não chegou 
chamem-me naive 
pouco me importa,
porque a hora não vai valer nada aqui
e nunca é só uma derrota.

Da Esperança creio beber
quando penso que já não tenho água. 

Se o amor me deixou deserta
perdida, e com os olhos fechados,
é só porque queria fazer-me ver de verdade
e por fim livrar-me da "realidade".
***



“Probablemente de todos nuestros sentimientos el único que no es verdaderamente nuestro es la esperanza. La esperanza le pertenece a la vida, es la vida misma defendiéndose.”

 Julio Cortázar

Sem comentários: