terça-feira, 19 de julho de 2011

Memória

Uma vez pensei:
«a memória é o elo que nos liga à vida»
Uma vez, mas não, nunca o disse...
Mas depois pensei,
À «vida» e à «morte» pensando bem...

O humano sabe viver
Mas só com o elo divino
Da memória de saber que viveu o seu destino
Como o bêbado vive do seu vinho.

A memória traz-nos a amargura,
A melancolia e a alegria,
Traz-nos o passado sedimentado em nós
E as vivências que ninguém sabia,
Nem sabe.

Estamos sós, na memória rude da vida.

Sem comentários: